Noticias

Como economizar com o celular na viagem de férias

Economizar na viagem de ferias

Com o final do ano e as férias escolares chegando, muitas famílias e viajantes começam a se organizar para colocar o pé na estrada. A viagem, que foi planejada durante meses, está prestes a sair do papel e virar uma aventura real. Na era digital, é normal todo mundo querer contar, compartilhar e dividir essas novas experiências. Contudo, essa necessidade de comunicação precisa ser medida para o viajante não cair em armadilhas e voltar para casa com uma conta de celular estratosférica. Para evitar esta surpresa desagradável, confira dicas de como usar o celular com economia durante as viagens.

  • Desabilite o serviço de ‘roaming’. Estar fora da área local do seu número de celular significa gastar com roaming. Para ligar ou para receber ligações, essa tarifa é a que mais assusta os brasileiros, principalmente os que viajam para o exterior, pois elas possuem grande variação de acordo com o país onde o usuário se encontra. A melhor opção é deixar esse serviço desativado e procurar alternativas.
  • Compre um chip local. Se você vai passar um tempo razoável em outra cidade ou país (15 dias, por exemplo) e precisa continuar fazendo ligações, vale investir em chips pré-pagos no local de destino. Se seu celular for desbloqueado, é possível instalar um chip, colocar créditos e realizar chamadas de acordo com os pacotes. Nos Estados Unidos, por exemplo, é possível adquirir chips pré-pagos a um preço bastante atrativo e com pacotes de minutos para ligações para o Brasil e para outros países. Você só precisa se certificar de que seu celular pode receber um chip de qualquer operadora.
  • Use e abuse dos aplicativos. Com o surgimento de aplicativos de mensagens como WhatsApp, Skype e Facebook, ficou ainda mais simples e barato se comunicar com pessoas de todo lugar do mundo. Ao viajar, invista nessas ferramentas para se comunicar com outros viajantes ou com familiares que ficaram na sua cidade. Levando o seu smartphone para a viagem, é possível se conectar apenas usando uma rede Wi-Fi, amplamente disponível em vários destinos. O próprio Facetime, disponível para aparelhos Apple, é uma ferramenta poderosa e supereconômica de comunicação.
  • Invista em ferramentas de localização off-line. Quando viajamos, usamos bastante a internet para auxiliar na localização. Apesar de ser muito útil, estar online fora da sua cidade natal consome bastante o pacote de dados do seu celular e eleva o custo da conta. Para evitar esse imprevisto e não depender totalmente de redes Wi-Fi nos destinos, invista em aplicativos e ferramentas de localização e navegação que funcionam sem internet. O AllSubway, que informa sobre linhas de metrô na Europa e Estados Unidos, o Sygic, que fornece mapas e navegação off-line, e o Maps.Me, aplicativo de localização geográfica detalhado que exige que você esteja conectado apenas para baixar o mapa que precisa acessar off-line, são bons exemplos de aplicativos alternativos para quem não deseja gastar o pacote de dados.
  • Em último caso, pacote de dados. Caso você não possa de jeito nenhum viajar sem seu número habitual e nem depender de Wi-Fi para acessar a internet, a dica é procurar por pacotes específicos de voz e dados das operadoras de telefonia para fins de viagem. A alternativa, apesar de não ser muito econômica, pode ajudar a não receber imprevistos na conta de celular na volta da viagem. Neste caso, é preciso ficar atento aos serviços e as taxas de cada operadora. Veja nos sites as opções desses pacotes nas quatro principais operadoras do país:

OI: http://www.oi.com.br/oi/oi-pra-voce/planos-servicos/oi-movel/servicos/servicos-pro-seu-oi-movel/roaming-internacional/

VIVO: http://www.vivo.com.br/portalweb/appmanager/env/web?_nfls=false&_nfpb=true&_pageLabel=vivoVcCoberturaRoamingBook&WT.ac=portal.movel.coberturaeroaming#

CLARO: http://www.claro.com.br/celular/roaming-internacional/pos

TIM: http://www.tim.com.br/pe/para-voce/cobertura-e-roaming/internacional/guia-de-viagens

Para quem quer viajar no Brasil ou no exterior, os custos de serviços de telefonia DDD e DDI variam bastante e podem se tornar os vilões das férias. Planejar como será a comunicação no seu período de viagem é fundamental para não voltar com surpresas desagradáveis no orçamento. Com tantas opções disponíveis, vale investir em alternativas que melhor se encaixem no orçamento e objetivos dos viajantes.